resenhas category image [Resenha] – O Lírio Dourado, Richelle Mead 01/05/14

O_LIRIO_DOURADO_1383687972P
Nome: O Lírio Dourado, Bloodlines #2
Autor(a): Richelle Mead
Editora: Seguinte
Número de páginas: 424
Ano: 2013
Avaliação: ★★★★½
Cedido em parceria com a editora Cia das letras

Em sua última missão, a alquimista Sydney Sage foi enviada a um colégio interno na Califórnia para proteger a princesa Moroi Jill Dragomir, e assim evitar uma guerra civil entre os vampiros que certamente afetaria a humanidade. Porém, a convivência com Jill, Eddie e principalmente Adrian leva Sydney a perceber que talvez os Moroi não sejam criaturas tão terríveis assim – e ela passa a questionar os dogmas que lhe foram ensinados desde a infância.

Tudo se torna ainda mais complicado quando Sydney descobre que talvez tenha a chave para evitar a transformação em Strigoi, vampiros malignos e imortais, mas esse poder mágico a assusta. Igualmente difícil é seu novo romance com Brayden, um cara bonito e inteligente que parece combinar com Sydney em todos os sentidos. Porém, por mais perfeito que ele seja, Sydney se sente atraída por outra pessoa – alguém proibido para ela. E quando um segredo chocante ameaça deixar o mundo dos vampiros em pedaços, a lealdade de Sydney será colocada mais uma vez à prova. Ela confiará nos alquimistas ou em seu coração?

RESENHA LIVRE DE SPOILERS A PARTIR DO SEGUNDO PARÁGRAFO!

Depois de ter ganhado credibilidade com os Alquimistas com o sucesso inicial de sua missão em Palm Springs, as coisas parecem ter se ajeitado um pouco para Sidney. Agora ela tem o próprio quarto, e outra guardiã dampira foi enviada para ajudar na supervisão de Jill Dragomir. Só que por mais que a organização veja nela um exemplo de responsabilidade e coerência, Sidney nunca se encontrou tão confusa. Como conciliar antigos dogmas enraizados pelos Alquimistas com o tumultuado de sentimentos gerados pelo novo grupo de convivência?

Segundo volume da série Bloodlines, O Lírio Dourado mantém a aura carismática do primeiro volume, bem como a ambientação do cenário na cidade de Palm Springs. Na sequência, Sidney é uma ascensão de emoções. Segue abarcando e delegando para si responsabilidades, ao mesmo tempo em que tenta equilibrar os diversos sentimentos conflituosos que têm colocado suas crenças em xeque. E embora a história dê grande destaque ao universo dos Alquimistas, a entrada de Brayden, um garoto incomum que se interessará romanticamente por Sidney, proporciona a atmosfera um ar leve e divertido.

Se em Laços de sangue a história seguiu a primeiro momento nível introdutório, aqui facilmente o leitor já é inserido ao enredo. O turbilhão de informações sobre o universo ficou no primeiro volume, Richelle apenas pincela e acrescenta detalhes que julga importantes. Outro ponto positivo é o aprofundamento dos personagens e o desenvolvimento de relacionamentos que ficaram no ar no livro antecessor. A trama ganha complexidade e principalmente sintonia própria, tirando qualquer vestígio de um spin-off para fãs.

O magnetismo exercido pela narrativa da Richelle permanece evidente. Bem como em Laços de sangue a história não precisa de grandes acontecimentos para ser alavancada, um quebra-cabeça bem distribuído de fatos e circunstâncias é suficiente para manter o leitor interessado. A leitura é rápida e extremamente envolvente, principalmente pela quantidade de pequenos eixos em que é baseada.

O Lírio Dourado manteve os elementos que tanto me agradaram no primeiro volume, sua constância, porém, não significa uma história sem surpresas e reviravoltas. O desfecho, por exemplo, é um gancho que grita a necessidade de O Feitiço Azul, terceiro volume da série. Bloodlines se caracteriza como uma série cativante, ótima pedida para passar o tempo e uma maneira maravilhosa de conhecer por uma perspectiva diferente um universo tão exaustivamente abordado. Recomendo!

DESIGN: ★★★★☆
IMPACTO: ★★★★☆
NARRATIVA: ★★★★★

10 comentários
Postado em 01/05/14 por brendalorrainy



brendalorrainy
19 anos. Criadora do CDI é estudante de administração com inclinação para o setor editorial. Tem uma queda por felinos, por quadrinhos e pela combinação tinta e papel. Adora criar metas o tempo inteiro e estranhamente odeia dormir. Também detesta café, tem tendência ao caos e morre de medo de altura. É viciada em Friends e em qualquer coisa que a faça rir.
Deixe aqui seu comentário!

CommentLuv badge


10 comentários »
01/05/2014 às 17:51
Visitante assíduo e já deixou 17 comentários.

Não conheço a escrita da Richelle, mas pude perceber que esse segundo volume da saga parece ser realmente mais desenvolvido em termos de trama, se aprofundando em cada personagem e mais uma vez deixando o leitor enfeitiçado preso as páginas, cada resenha nova que leio me convenço de que tenho que começar a ler Bloodlines.

[Responder]


01/05/2014 às 20:34
Visitante assíduo e já deixou 110 comentários.

Muito boa essa sua avaliação do livro. Situou o leitor para o q o aguarda e já antecipa q a história promete, com o crescimento das personagens e novas aventuras. Diversão garantida e gostinho de quero mais q levará, fatalmente, o fã da série ao próximo livro empolgado.

[Responder]


02/05/2014 às 17:46
Visitante assíduo e já deixou 29 comentários.

Cada capa mais linda do que a outra!!
Como disse na resenha essa série não parece mesmo um spin-off, pela quantidade de livros nela e o tema se aprofundando cada vez mais.
Ótima resenha!

[Responder]


03/05/2014 às 01:32
Visitante assíduo e já deixou 34 comentários.

Oi, eu ainda não comecei a ler essa série, e confesso estou meio que na duvida ainda, ela parece ser muito boa, mas eu não gostei da Sidney em Academia de vampiros, mas você falou bem da série que estou pensando em dar uma chance a ela.
Beijos!!!

[Responder]


03/05/2014 às 16:23
Você já comentou 4 vezes.

O Lírio Dourado é incrível e só melhora com a tensão Adrian/Sidney aumentando. A trama fica cada vez mais envolvente e eu amo como a Sidney está mostrando o quanto ela é Badass e não mais uma marionete dos Alquimistas!
Além disso, amei rever um pouco do Dinka (Dimitri) e da Sonya Karp em ação rsrs.
Super feliz com a estreia de O Feitiço Azul aqui no Brasil (li tradução e preciso comprar meu livro) esse semestre e The Fiery Heart no 2º semestre. E que aliás, a editora Seguinte já confirmou que estará disponível na Bienal do livro em Agosto. *.*

Ótima resenha! ^^
Bjs.
Camila Costa de Jesus postado recentemente..[Resenha] – O Lírio Dourado, Richelle MeadMy Profile

[Responder]


03/05/2014 às 17:08
Visitante assíduo e já deixou 23 comentários.

Fiquei super empolgada do livro não se tratar de apenas um spinn-off!
Entendo quando você quer dizer que, apesar da constância, o livro tem surpresas e reviravoltas… essa é a escrita tão maravilhosa e que prende qualquer leitor da autora! :D
Apesar do universo vampiresco já estar meio batido, VA e Bloodlines ainda me chamam!

[Responder]


07/05/2014 às 12:32
Comentou pela primeira vez, boas vindas!

parece ser muito bom…

[Responder]


12/05/2014 às 23:04
Visitante assíduo e já deixou 26 comentários.

Brena!
Adoro os seres fantásticos e os vampiros são meus favoritos, sedutores, bonitos e com suas próprias regras.
Não tive oportunidade de ler nenhum livro dessa série ainda o que me deixa triste, porque o que pude ler em sua resenha, a coerência entre o primeiro livro e esse segundo, fazem sentido e ainda deixa gancho para o terceiro o que agrada e causa expectativa.
cheirinhos
Rudy
RUDYNALVA SOARES postado recentemente..DIÁRIO ESPIRITUAL #72 – 12/05 – DiscernimentoMy Profile

[Responder]


15/05/2014 às 08:26
Você já comentou 2 vezes.

Quem é que não está super ansioso para Feitiço azul? \õ/ Richelle Mead realmente soube dominar esse publico alquimista. O lírio dourado está sendo um sucesso! Gosto das autoras que prende a gente no livro e você vai lendo só parando quando percebe que já acabou. Quero muito ler ele.
Beijos!

[Responder]


17/05/2014 às 18:15
Você já comentou 2 vezes.

To louquíssima pra começar a ler esse livro! Terminei Laços de Sangue não faz muito tempo e to mega ansiosa! ♥
APAIXONADA!

[Responder]