resenhas category image [Resenha] – Sal, Letícia Wierzchowski 06/01/14

SAL_1372431985P
Nome: Sal
Autora: Leticia Wierzchowski
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 240
Ano: 2013
Avaliação: ★★★★★ <3 Livro cedido em parceria com a Intrínseca

Um farol enlouquecido deixa desamparados os homens do mar que circulam em torno da pequena e isolada ilha de La Duiva. Sob sua luz vacilante, a matriarca da família Godoy reconstitui as cicatrizes do passado. Em sua interminável tapeçaria, Cecília entrelaça as sinas de Ivan, seu marido, e de seus filhos ausentes, elegendo uma cor para cada um. Com uma linguagem poética, a premiada escritora gaúcha Leticia Wierzchowski, autora de A casa das sete mulheres, dá voz e vida a cada um dos integrantes da família Godoy, criando uma história delicada e surpreendente, enriquecida por múltiplos e divergentes pontos de vista.

Na minúscula ilha de La Duiva conhecemos a trágica história da terceira geração da família Godoy. Somos imersos no cheiro de maresia, afundados na areia molhada, e por fim sacudidos pelos ventos cortantes de Oedivetnom. As sensações são evidentes, porque Sal é um livro onde o sensorial salta as páginas e circunda livremente ao redor do leitor.

Cecília e Ivan, patriarcas da família Godoy, criaram seis filhos: Lucas, Julieta, Orfeu, Eva, Flora e Tiberius. A trajetória deles acontece no entrelaçar e desentrelaçar da vida; e toma forma pelos detalhes, pelo não dito, pelo que poderia ser, mas – principalmente – pelas marcas inevitáveis que o destino insiste em determinar. Sal é inicialmente narrado por Cecília, a matriarca que agora vive sozinha tecendo uma tapeçaria com cores que simbolizam cada um dos integrantes da família Godoy. Logo depois, porém, somos preenchidos, apresentados (jogados?) a diversas vozes, frutos dos diferentes personagens que permeiam a narrativa.

O âmago está em Flora, que ao contrário da irmã gêmea Eva, é a garota rodeada por palavras da família. Ela as coleciona, as guarda e as utiliza como um tesouro secreto só dela. Da sua paixão por literatura vem a vontade de escrever um livro, e do seu livro, cujo retrato fiel dos Godoy está estampado, vem a chegada de um forasteiro que selará para sempre o destino de todos os integrantes de La Duiva.

Cada personalidade tem sua particularidade, dubiamente alocando o universal e clichê, e o único e inatingível. Em Lucas vemos a cópia do pai, Julieta a criança frágil que foi cedo demais, Orfeu o espirito livre por natureza, aquele que tamanha magnitude interior não poderia ser contida pela ilha, em Eva temos o magnetismo feminino em êxtase, Tiberius por fim, é aquele cujo dom premonitório e perseverança intrínseca custou-lhe mais do que ele poderia supor.

O livro se divide em três partes e proporciona uma experiência especial a escrita. Por vezes me vi relendo trechos, parágrafos, páginas inteiras em plena apreciação ao poder das palavras. Letícia tem uma maneira poética de descrever sentimentos, e um jeito literário de caracterizar as situações mais rotineiras. Há vazão ao lirismo, ao harmoniosamente aprazível, degustável. Sal na verdade, é um livro particularmente pungente. Mas que ainda em toda sua dor proporciona a contemplação da beleza e do amor em suas mais variadas formas.

DESIGN: ★★★★★
IMPACTO: ★★★★★
NARRATIVA: ★★★★★

13 comentários
Postado em 06/01/14 por brendalorrainy



brendalorrainy
19 anos. Criadora do CDI é estudante de administração com inclinação para o setor editorial. Tem uma queda por felinos, por quadrinhos e pela combinação tinta e papel. Adora criar metas o tempo inteiro e estranhamente odeia dormir. Também detesta café, tem tendência ao caos e morre de medo de altura. É viciada em Friends e em qualquer coisa que a faça rir.
Deixe aqui seu comentário!

CommentLuv badge


13 comentários »
06/01/2014 às 18:01
Visitante assíduo e já deixou 48 comentários.

Não me interessei pela leitura desse livro até ler algumas resenhas positivas a respeito que me deixaram curiosa para conhecer a história. A narrativa da Letícia parece ser o grande diferencial desse livro, certamente está na minha lista de desejados. Adorei a resenha!

Beijo,
Naty.
Natália Alves postado recentemente..Top Comentarista de JaneiroMy Profile

[Responder]


08/01/2014 às 10:30
Visitante assíduo e já deixou 65 comentários.

Noossa esse livro deve ser muito lindo, emocionante e que ao mesmo tempo nos faz suspirar com os embaraços da vida dos personagens, como você disse voltar em páginas anteriores, reler parágrafos. Amei a capa e a linguagem poética mencionada despertou em mim o desejo maior de ler essa obra-prima! beijos!
Jullyane Prado postado recentemente..Maratona Literária 2.0My Profile

[Responder]


08/01/2014 às 10:53
Visitante assíduo e já deixou 15 comentários.

Confesso que não é meu tipo de leitura predileto, mas fiquei super curioso pela estória. A trama aparenta ser tão simples, mais lendo sua resenha o livro acaba indo além. Ando precisando de novos gêneros, e acho que “Sal” seria uma ótima opção.

[Responder]


08/01/2014 às 12:24
Você já comentou 8 vezes.

Já ouvi as pessoas falarem muito bem desse livro, e com essa resenha fiquei com muito mais vontade de ler!

[Responder]


08/01/2014 às 20:34
Visitante assíduo e já deixou 223 comentários.

Acho a capa desse livro muito bonita e parece ser lindo! Gostei muito da resenha, é a primeira que eu leio.
bjs

[Responder]


09/01/2014 às 02:52
Visitante assíduo e já deixou 117 comentários.

Ótima resenha, Brenda. Mais uma vez, parabéns, mas não me vejo interessada em si pelo o livro pois não me chamou a atenção. Ah, mas fora isso você arrebenta na resenha, rss’
Beijos.

[Responder]


16/01/2014 às 20:45
Você já comentou 4 vezes.

É a primeira resenha que leio do livro, acho a capa tão chique kkkkk Mas não me interesso por ele.
letícia dantas postado recentemente..Capa de Cidade do Fogo Celestial é revelada!My Profile

[Responder]


17/01/2014 às 13:49
Visitante assíduo e já deixou 23 comentários.

Olá Brenda!!
Nossa que resenha linda e encantadora…
Fiquei apaixonada pela historia, e bastante curiosa em relação aos personagens. Sinto que é um livro cheio de vida e belas histórias.
Sou suspeita para falar de livros com enredos familiares, pois fico completamente fascinada por cada página. Já adicionei ele na minha lista de desejados no Skoob e fiquei ainda mais animada por se tratar de um autora brasileira =)
Espero poder conferir em breve!!

[Responder]

brendalorrainy Reply:

OI Michelli! Não tive oportunidade de ler muitas tramas com enredos familiares, mas depois de SAL sinto que esse tipo de história pode facilmente me agradar. Leia siim, a leitura é maravilhosa <3

[Responder]


19/01/2014 às 17:17
Visitante assíduo e já deixou 62 comentários.

Oi Brenda.
Li poucas resenhas desse livro, mas a narrativa me pareceu extremamente poética e aprofundada. A autora parece realmente utilizar bem as palavras para tocar o leitor. Não é um gênero que leia com frequência, mas que estou disposta a apostar.
Aline Gonçalves postado recentemente..Novidades no Blog – Janeiro (2014)My Profile

[Responder]


21/01/2014 às 11:59
Visitante assíduo e já deixou 39 comentários.

Lindo livro, gosto quando o livro me faz reler alguns pedaços, a narrativa parece bem envolvente. Gostei muito do livro.
Pretendo lê-lo, para suspirar muito durante a leitura.
Beijocas ^^

[Responder]


23/01/2014 às 13:40
Visitante assíduo e já deixou 117 comentários.

Oi Brenda, fico feliz que tenha gostado desta fantástica autora aqui da minha terrinha, ela realmente nos encanta com sua forma de escrever. Ainda não li este livro, mas já li outras obras dela e garanto que são espetaculares. Coloquei este como meu desejado e pretendo lê-lo em breve. Beijos! :)

[Responder]


31/01/2014 às 11:23
Visitante assíduo e já deixou 62 comentários.

Um nacional que todos recomendam? Com certeza lerei.
Achei a premissa bem interessante, e a editora fez um ótimo trabalho com a parte gráfica né? Achei lindo.
Enfim…. amo ver os nacionais fazendo sucesso. Quero ler <3
Karolyne Kazakeviche postado recentemente..Livros #76 – Inverno do MundoMy Profile

[Responder]