resenhas category image [Resenha] – Cinquenta tons de liberdade, E L James 15/02/13

CINQUENTA_TONS_DE_LIBERDADE_1339189198P
Nome: Cinquenta tons de liberdade
Autor(a): E.L James
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 544
Ano: 2012
Avaliação: ★☆☆☆☆

Quando a ingênua Anastasia Steele conheceu o jovem empresário Christian Grey, teve início um sensual caso de amor que mudou a vida dos dois irrevogavelmente. Chocada, intrigada e, por fim, repelida pelas estranhas exigências sexuais de Christian, Ana exige um comprometimento mais profundo. Determinado a não perdê-la, ele concorda. Agora, Ana e Christian têm tudo: amor, paixão, intimidade, riqueza e um mundo de possibilidades a sua frente. Mas Ana sabe que o relacionamento não será fácil, e a vida a dois reserva desafios que nenhum deles seria capaz de imaginar. Ana precisa se ajustar ao mundo de opulência de Grey sem sacrificar sua identidade. E ele precisa aprender a dominar seu impulso controlador e se livrar do que o atormentava no passado. Quando parece que a força dessa união vai vencer qualquer obstáculo, a malícia, o infortúnio e o destino conspiram para transformar os piores medos de Ana em realidade.

ATENÇÃO, APENAS O PRIMEIRO PARÁGRAFO DESTA RESENHA TEM SPOILERS DO PRIMEIRO E SEGUNDO LIVRO DA TRILOGIA, OS DEMAIS ENTÃO LIVRES, O LEITOR PODE LER SEM MEDO

Então aqui estou eu mais uma vez falando sobre a trilogia. No terceiro e último volume da série acompanhamos Anastacia e Christian Grey às voltas com o casamento e lua de mel, o para sempre parece estar realmente bem perto. Só que acontecimentos misteriosos têm ameaçado a segurança do casal, terá sido só coincidência o acidente com o helicóptero de Christian e o incêndio criminoso em sua empresa?

Bem, ainda não foi dessa vez. E. L. James pode ter alcançado sucesso mundial em vendas, mas ainda precisa aprender muito para ser chamada de escritora. Eu tentei até o final, mas realmente não deu. O desfecho da série só confirmou o declínio constante de absolutamente todo o enredo. Quando li Cinquenta tons de cinza não tinha pretensão alguma de me surpreender com a trilogia, mas imaginei que ao final dos três livros estaria ao menos um tanto empolgada com os personagens, conectada de alguma forma. Triste engano.

Em Cinquenta tons de liberdade a paciência do leitor é levada ao limite. Temos a mesma fórmula tão desestruturada para a construção do livro. Situações desnecessárias que surgem com a mesma facilidade que desaparecem, falas e diálogos tão repetidos que já foram enraizados na cabeça do leitor, e ainda personagens isentos de qualquer personalidade ou objetivo, funcionando apenas como recheio a um livro que perde credibilidade a cada capitulo.

Nesse volume, em uma espécie de aprofundamento de personalidade às avessas, E L James fez surgir um casal de adolescentes apaixonados agindo impulsivamente. De Anastasia já víamos esse comportamento desde o primeiro livro, porque é tudo menos normal aceitar alguém com 21 anos ter esse tipo de comportamento. Porém no terceiro volume isso toma uma dimensão maior quando teoricamente ela é a zona madura do relacionamento, já que Grey está preso em sua adolescência mental e impossibilitado de enxergar situações emocionais com o mínimo de clareza. E bem, já que cabe a Ana ser a parte madura do relacionamento imagine a que nível de maturidade está a história.

Diferentemente dos outros volumes, entretanto, a autora tentou aumentar os momentos de tensão presentes no enredo. Mas tudo ficou exatamente na tentativa. Quando estamos prestes a uma grande cena, no exato momento em que o leitor está ávido por desenvolvimento, tudo adquire a solução mais fácil e se finaliza num piscar de olhos. E L James tem uma maravilhosa competência para gerar expectativas convincentes ao leitor, mas acima de tudo uma habilidade natural para tão ridiculamente frusta-las. Tudo sempre ficava no mais ou menos, seguindo a patética linha que tudo acaba bem, quando continua bem.

Como se não bastasse, o livro ainda se estendeu de maneira incomum. Eu poderia citar pelo menos três momentos em que o desfecho era satisfatório e a autora continuou a se prologar. Citando inclusive o epílogo frustrante, que no papel de editor eu com certeza cortaria.

Bom, talvez eu tenha sido mais crítica nessa resenha do que na dos volumes anteriores, mas simplesmente saturei dessa história. Eu vou deixar bem claro aqui que realmente não recomendo. Que não, não gostei do enredo, mesmo admitindo que o primeiro tenha um ritmo viciante. Dizer que me arrependo seria um pouco demais, porque na verdade não me arrependo. Com uma polêmica tão grande em cima da trilogia, me sinto segura sobre minha opinião e posso defender meu ponto de vista com clareza. Mas aos leitores que gostaram da série, repito: posso não concordar com seu ponto de vista, mas tenho total respeito por ele.

Ps.: E por favor meninas, Christian é TUDO menos um príncipe encantado moderno.

DESIGN: ★★★☆☆
IMPACTO: ½☆☆☆☆
NARRATIVA: ½☆☆☆☆

18 comentários
Postado em 15/02/13 por brendalorrainy



brendalorrainy
19 anos. Criadora do CDI é estudante de administração com inclinação para o setor editorial. Tem uma queda por felinos, por quadrinhos e pela combinação tinta e papel. Adora criar metas o tempo inteiro e estranhamente odeia dormir. Também detesta café, tem tendência ao caos e morre de medo de altura. É viciada em Friends e em qualquer coisa que a faça rir.
Deixe aqui seu comentário!

CommentLuv badge


18 comentários »
16/02/2013 às 00:27
Visitante assíduo e já deixou 79 comentários.

Uow huahaua Sinto a sua decepção transbordando pela tela do computador. Só não foi pior que A Maldição do Tigre heim? kkkkkk
De qualquer forma ainda quero ler o 2 e o 3 pra saber o que vai acontecer. Pretendo concluir a série, não gosto de deixar pela metade. Espero que pra mim a experiência não seja tão penosa, já que, no geral, eu gostei do primeiro.
Beijos!
Eduarda Menezes postado recentemente..Promoção – O Caso RembrandtMy Profile

[Responder]


16/02/2013 às 00:43
Visitante assíduo e já deixou 20 comentários.

Acho muito legal como você demonstra totalmente o que está sentindo nas resenhas, mostrando sua decepção a flor da pele haha
Francine postado recentemente..Valentine’s DayMy Profile

[Responder]


16/02/2013 às 08:26
Visitante assíduo e já deixou 223 comentários.

Definitivamente não me arrependo nem um pouco de não ler esses livros. Decepção!
Brenda acompanhei a resenha que você fez dos três e te parabenizo, demonstrou exatamente seus sentimentos e foi sincera. :)
Fernanda Yano postado recentemente..Minha primeira boneca TildaMy Profile

[Responder]


16/02/2013 às 09:54
Visitante assíduo e já deixou 214 comentários.

Eu no começo queria muito ler essa trilogia, mas sinceramente depois de suas resenhas já retirei os livros da minha lista,apesar de todo mundo que conheço goste do livro. Só não tirei o da maldição do tigre porque quero dar uma chance a ele, mais esse ai não vou perder meu tempo. BJOS!!!

[Responder]


16/02/2013 às 11:26
Visitante assíduo e já deixou 58 comentários.

Finalmente,o último livro da Trilogia Cinquenta Tons.
Em outros blogs comentam que a carga emocional do passado de Christian e seu romance com Ana são mais intensas nesse último livro.
Não sei se a série é boa ou não porque estou terminando de ler Um Olhar de Amor da Bella Andre. Foi gerado um grande marketing de divulgação para o livro,virou febre,ganhou vários, prêmios,ficou no topo do ranking de mais vendidos em vários países,vários objetos foram lançados:
camisas,adesivos,chaveiros,canecas…vai ganhar adaptação para o cinema

[Responder]


16/02/2013 às 12:45
Comentou pela primeira vez, boas vindas!

Li o primeiro, me decepcionei. Dps li o segundo, pois talvez estivesse sendo muito dura com a autora, ai me decepcionei de novo. Desisti sem remorsos.

[Responder]


16/02/2013 às 14:12
Visitante assíduo e já deixou 14 comentários.

Essa resenha ficou perfeita!!!

[Responder]


16/02/2013 às 17:17
Visitante assíduo e já deixou 117 comentários.

Acho legal a sua persistência com livros que não gosta, eu não sou assim, se leio o primeiro e não gosto não leio os próximos livros.
Minha mãe disse que esse é o menos pior dos três, haha.

[Responder]


16/02/2013 às 20:56
Visitante assíduo e já deixou 117 comentários.

Eu tenho só curiosidade de ler o primeiro livro, mas também tenho um receio enorme porque são muitas resenhas negativas que eu leio e desanima um pouco. Só leria por causa da “Polêmica”. Beijos.
Russara postado recentemente..NOVIDADES: Calendário da Bienal do Livro (2013)My Profile

[Responder]


16/02/2013 às 22:45
Visitante assíduo e já deixou 105 comentários.

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK gostei da resenha realmente bem crítica!
mas normal não gostar, espero gostar um pouco mais que você dos 2 ultimos livros! kkkkkkkkkkkk

[Responder]


17/02/2013 às 01:15
Visitante assíduo e já deixou 80 comentários.

Depois de ler sua resenha, como tantas outras negativas a respeito da trilogia, acho que nem vou arriscar ler 50 tons. Tem tantos outros livros mais interessantes pra ler neh.

[Responder]


17/02/2013 às 23:31
Visitante assíduo e já deixou 71 comentários.

Essa modinha já me cansou… não consigo entender o furor que causou, aff!

[Responder]


18/02/2013 às 12:22
Visitante assíduo e já deixou 13 comentários.

Também estou desistindo de continuar com a trilogia, realmente ninguém gostou. Já fico satisfeita só com as ruas resenhas, que são muito boas :)

[Responder]


18/02/2013 às 15:09
Visitante assíduo e já deixou 53 comentários.

Oi Brenda.
Estou terminando de ler 50 tons de cinza, mas não estou gostando. Como você disse, a Anastásia é um tanto infantil e o Christian Grey não tem nada de príncipe encantado.
No entanto, a narrativa realmente flui, o que fez com que eu continuasse a leitura, apesar de ter achado o enredo um pouco absurdo.
Ainda não sei se vou ler a continuação, pois algumas amigas disseram que valeram a pena, mas lendo as suas resenhas, fiquei com pé atrás, já que até agora não senti empatia por nenhum dos personagens…

[Responder]


18/02/2013 às 21:34
Visitante assíduo e já deixou 65 comentários.

Ai sei lá, acho que na verdade eu nem sei muito bem o que comentar da resenha, porque eu amo mesmo toda a trilogia, simplesmente não vejo defeito ;/ Mas gosto é gosto né. Cada um tem o seu. Gostei da sua sinceridade na resenha.
beijos
Fernanda Faria postado recentemente..MemeMy Profile

[Responder]


19/02/2013 às 01:05
Visitante assíduo e já deixou 92 comentários.

Li somente os dois primeiros, e posso dizer que li muito rápido em busca de uma parte realmente boa. Não gostei MESMO. E depois que minha prima falou que o terceiro é ainda pior, eu desanimei.
“Christian é TUDO menos um príncipe encantado moderno.” FALOU TUDO! Nunca consegui gostar dele, de boa, ele é um mal educado sem noção, acha que tem que mandar em tudo e ah, por favor, tem que ser muito boba pra achar que isso é o significado de príncipe! Se o negocio é ele ter atitude e pegada, tem muito homem por ai que é assim e não tem uma personalidade babaca como a dele!
Vamos ver se um dia eu animo a ler esse… mas pela sua resenha, isso não vai acontecer tão cedo…

[Responder]


23/02/2013 às 12:01
Visitante assíduo e já deixou 78 comentários.

Eita, to me desanimando pra ler essa trilogia, nossa é tão ruim assim? ;/

[Responder]


03/04/2013 às 15:53
Você já comentou 4 vezes.

Com certeza Christian é TUDO menos um príncipe encantado moderno. Li até a metade do primeiro livro e não consegui continuar por inúmeros motivos . Pra mim Christian não passa de um machista controlador e sem graça. Não seria o tipo de cara que me atrairia devido as atitudes que tem querendo comprar ela o tempo inteiro, ser o dono dela em todos os sentidos e tudo mais. Livro assim na minha opinião só reforça o estereótipo de mulherzinha fraca e interesseira. A escrita também é extremamente cansativa e eu também NÃO recomendo .

[Responder]