achadosnovento category image Achados no vento #5 – Paradidáticos que surpreenderam 25/09/12

Renascida das cinzas Achados no vento é uma coluna mensal. Tem como objetivo a divulgação de livros que já li e gostei muito, mas estão esquecidos por algum motivo, ou até mesmo aqueles que ainda não li e embora não estejam sendo muito divulgados parecem ser muito bons.

Especial indicados pelo colégio que viraram favoritos

Eu passei um bom tempo sem postar no “Achados no vento”, em parte por não ter alguma indicação em parte pela falta de tempo. Mas fui organizar minha estante e reparei em alguns livros em particular. Eles não são lançamentos recentes e muito menos bem conhecidos. Mas foram indicações do colégio que me surpreenderam bastante, e se tornaram especiais por algum determinado motivo. Resolvi então compartilhar com vocês.

Dias difíceis, Fanny Abramovich

Dias difíceis conta a história de uma família com um drama delicado. Mônica, mãe de Lea e Daniel descobre que tem AIDS. Ela teve um relacionamento que não deu certo depois que se separou do marido e acabou contraindo o vírus. E toda comemoração da família pela volta do ex-marido, pai das crianças, desmorona.

É uma história no mínimo aflitiva. Eu tinha apenas dez anos e era 4º série quando precisei ler para a escola. Ainda lembro como fui consumada pelo livro. Como queria arrumar um culpado na história, quando a culpada era a própria doença. Eu não tinha tido uma experiência tão próxima com um enredo até então. Foi o primeiro livro que me fez chorar, que me sensibilizou ao extremo.



O milagre do amor, Maria Alice Penna de Azevedo

Apesar de desconhecido a ponto de eu tirar uma foto do meu exemplar por não ter achado nenhuma de tamanho decente, O milagre do amor é outra grata surpresa.

No enredo Gabi acabou de perder seu primeiro e único filho de apenas três anos. Fragilizada pela dor, há mais de uma semana que ela não consegue ter estimulo pra nada. Mas aí surge Toquinho. Um menino de rua que vai pedir esmola em sua casa e acaba ganhando seu coração. Ela e o marido Reginaldo decidem adota-lo. É uma história simples, mas muito terna, bem doce. De uma sensibilidade rica. Já li e reli umas quatro vezes desde a primeira e sempre me apego mais e mais aos personagens.



Não se esqueçam da rosa, Giselda Laporta Nicolelis

E o terceiro, mas não menos importante é o Não se esqueçam da rosa. Ele conta a história de Hanako, uma descendente de Japoneses que mora no Brasil. Durante a Segunda Guerra Mundial seu pai estava próximo ao local em que a bomba de Hiroshima foi lançada. Ele não sofreu nenhum efeito no momento, então nunca imaginou que a radioatividade atacaria sua células reprodutoras.

Mas Hanako, nascida décadas depois da queda foi quem sofreu as consequências. Aos 13 anos ela descobriu que sofria de osteopatia, uma degeneração progressiva nos ossos. A história é pungente, com uma protagonista forte e determinada. Hanako é definitivamente encantadora, uma personagem vivaz.

O mais interessante é que o livro é bem fino, e ainda assim a autora conseguiu imprimir na história uma profundidade e emoção tocante. O título inclusive, é uma referência a um poema de Vinícios de Moraes com trecho homônimo (confiram aqui).

___________

Bem, posso ter gostado de mais alguns, mas fazendo uma busca na mente por hora, esses foram definitivamente aqueles que eu guardo lembranças até hoje. Eu não comentei sobre os clássicos de propósito, porque mesmo me surpreendendo com alguns, quase todo mundo já leu ou sabe do que se trata.

Mas e vocês? Já conheciam algum desses livros que citei? Quais livros recomendados no colégio vocês se surpreenderam e recomendam? Comentem! =D
23 comentários
Postado em 25/09/12 por brendalorrainy



brendalorrainy
19 anos. Criadora do CDI é estudante de administração com inclinação para o setor editorial. Tem uma queda por felinos, por quadrinhos e pela combinação tinta e papel. Adora criar metas o tempo inteiro e estranhamente odeia dormir. Também detesta café, tem tendência ao caos e morre de medo de altura. É viciada em Friends e em qualquer coisa que a faça rir.
Deixe aqui seu comentário!

CommentLuv badge


23 comentários »
26/09/2012 às 07:31
Comentou pela primeira vez, boas vindas!

Oie! Valeu pela visita no blog ^^
Adorei tudo aqui e estou seguindo.
Vi no post anterior e parabéns pelo 1 ano de blog.
Eu não conhecia nenhum dos livros citados, mais me interessei por Não se esqueçam da rosa ^^.
Beijos
Bruna-Livros de Cabeceira
Bruna postado recentemente..Minha Opinião: A Filha da Minha Mãe e EuMy Profile

[Responder]


26/09/2012 às 08:47
Visitante assíduo e já deixou 223 comentários.

Estive arrumando minha estante não tem muito tempo e me deparei com minha coleção Vaga Lume e voltei no tempo. Eu devorava tudo que chegava na biblioteca da escola.
Agora tenho sim dois que foram os que mais gostei e tenho até hoje guardadinho aqui. “A marca de um lágrima” e “Agora estou sozinha” ambos do Pedro Bandeira e romances juvenis.
Dos que vc citou não conhecia nenhum, mas gostei dos três.
bjs
Fernanda Yano postado recentemente..Sorteio PrimaveraMy Profile

[Responder]


26/09/2012 às 09:25
Visitante assíduo e já deixou 32 comentários.

Nossa Brenda,

São livros com uma temática forte para o colégio, não?!
Me interessei muito por todos, mas achei que Dias difíceis seria uma boa dica de leitura para adultos também!

Beijos
chRYS
Chrysthie Audi postado recentemente..RESENHA – P.S. Eu te Amo – Cecelia AhernMy Profile

[Responder]


26/09/2012 às 10:45
Visitante assíduo e já deixou 64 comentários.

Oi Brendinha!
Eu não conhecia nenhum desses livros e o que me surpreendeu é que todos parecem ser bem tocantes, tristes de algum modo. Acho que o intuito é justamente pra chamar a atenção das crianças sobre alguns temas importantes.
Beijão!
Aione Simões postado recentemente..Resenha: O Beijo da Meia NoiteMy Profile

[Responder]

brendalorrainy Reply:

É bem interessante Aione, depois que terminei de escrever a postagem foi que percebi que todos que me marcaram seguiam a linha tocantes e um pouco dramáticos. E como você disse realmente chamou minha atenção a época, tanto é que viraram favoritos.

[Responder]


26/09/2012 às 12:31
Visitante assíduo e já deixou 75 comentários.

Vai ver se eu tenho essa sorte. O povo da minha escola só indica troço ruim ¬¬
é muito difícil falarem de um livro que eu goste… E quando falam é livro que já li ou nem é indicado pra gente ler, só citado e tal. Não me lembro de ter um favorito que veio da escola…Não mesmo
QUE COISA HORRÍVEL! D=
Mas esses até que parecem legais e eu nunca tinha visto.

[Responder]


26/09/2012 às 14:15
Visitante assíduo e já deixou 146 comentários.

Não conheço nenhum destes que vc indicou Brenda. Mas parecem bem legais, as capas são lindas.
Dos que li por indicação de professores e mantenho guardados e releio de vez em quando são: Demétrio , o tímido; O tesouro de Olinda; Senhora.
Sem contar os que foram indicados a meu marido e minha prima, que acabei adotando para minha coleção: Os noturnos, A primeira vez e O enigma da casa de vidro.

[Responder]


26/09/2012 às 17:23
Visitante assíduo e já deixou 122 comentários.

Oi, achei muito legal esse post..sempre tem uns livros que a gente lê na escola que nos fizeram começar a gostar de ler,ne?!
Um livro que eu gostei muito de ler e lembro muito até hoje é “Primeiro Amor”, não lembro direito o nome do autor, mas era um livro muito legal!!
Adoro esse blog!

beijos

[Responder]


26/09/2012 às 19:41
Visitante assíduo e já deixou 214 comentários.

Os paradidáticos são um bom começo de começar a gostar da leitura…. Oxe eu lia muito a coleção vaga-lume, os que mais gostei são o da borboleta atíria, açúcar amargo entre outros. esses ai nunca li.

[Responder]


26/09/2012 às 20:32
Visitante assíduo e já deixou 43 comentários.

Oi..

Eu ainda não conhecia esses títulos, mas gostaria um dia de ler eles, mas acho que é raridade de se achar.. E eles parecem ser muito bons para se tratar em sala de aula…
Samira Chasez postado recentemente..Análise dos Produtos da Lola Cosmetics + PromoçãoMy Profile

[Responder]


26/09/2012 às 23:43
Visitante assíduo e já deixou 114 comentários.

Se eu te contar que minha escola era péssima, nenhum professor meu indicava livros para lermos.
Terrível, né? Enfim .
Não posso comentar os títulos que me foram indicados então ….
Fico feliz em saber que esses marcaram sua vida :)

[Responder]


27/09/2012 às 08:08
Visitante assíduo e já deixou 58 comentários.

Também tive alguns livros do colégio que me marcaram bastante, assim de cabeça acho que os dois que mais tiveram impacto sobre mim foram “Vira lata, sim senhor!”, “Meu pé de Laranja Lima” e “Capitães da Areia” os três livros tem uma história um pouco dramática e triste, mas são muito bons.
Raíssa postado recentemente..Meme: Você é o que você lê?My Profile

[Responder]


27/09/2012 às 18:18
Visitante assíduo e já deixou 21 comentários.

Nossa!!! Os velhos paradidáticos…li muitos…sempre gostei de ler. Esses daí q vc postou não fizeram parte das minhas listas escolares, mas já li Pássaro contra a vidraça da Giselda Laporta Nicolelis, muito forte o tema sobre drogas. Da coleção Vaga Lume, li vários tb…e A marca de uma lágrima do Pedro Bandeira?? simplesmente devorei…rsrsrs
Cali Medeiros postado recentemente..SegredosMy Profile

[Responder]


27/09/2012 às 19:09
Visitante assíduo e já deixou 146 comentários.

Aaawwn, para mim foi O Espelho dos Nomes, de Carlos Bagno. Leio até hoje!

[Responder]


28/09/2012 às 01:54
Visitante assíduo e já deixou 92 comentários.

Adorava os livros que a escola recomendava, pena que não fiz uma lista com o nome de todos, só lembro de um, A Bolsa Amarela, de Lygia Bojunga. Sou louca para comprar esse livro, era meu favorito quando criança! *-*
Nunca li nenhum desses que recomendou, fiquei bem curiosa para ler, quem sabe um dia eu encontro e leio…
Abraços!

[Responder]


29/09/2012 às 06:56
Visitante assíduo e já deixou 82 comentários.

Eu não conhecia nenhum deles, mas amei. O milagre do Amor me encantou.

Eu adorava os paradidáticos quando estudava (sempre fui tracinha) e acho eles importantes demais para estimular os jovens a lerem.

Você fez escolhas incríveis, sobre temas polêmicos que devem ser abordados com os jovens. Meus parabéns!

Thais Vianna
@dathais
dathais@hotmail.com

[Responder]


29/09/2012 às 08:23
Visitante assíduo e já deixou 33 comentários.

Nossa, muito legais esses livros. Na minha época de escola ninguém indicava histórias tocantes assim pra gente ler não!! Sabe que esse último livro, Não se esqueçam da rosa, me lembro uma série japonesa, Um litro de lágrimas… não tem nada a ver com a guerra, mas a menina serve de uma doença degenerativa e vai perdendo o controle do próprio corpo aos poucos, super triste. Esse livro deve ser arrasador também. Beijo!
Juliana Xavier postado recentemente..[Resenha] Presentes da VidaMy Profile

[Responder]


29/09/2012 às 12:20
Visitante assíduo e já deixou 58 comentários.

Oi Brenda! Dentre os que citou li apenas Não Se Esqueçam da Rosa, um bom livro mesmo! Dos paradidáticos que li na escola, acho que o mais forte foi O Estudante de Adelaide Carraro; é um livro ótimo que fala sobre as drogas,um menino de uma família de classe média (ou alta, já não me lembro), bem estruturada, o menino bom e tudo mais começa a se envolver com drogas. Esse livro me marcou muito, super recomendo. Também tinha os da série vaga-lume com tema paradidático, como Tonico, Açúcar Amargo, etc. Sem contar Pedro Bandeira com A Marca de uma Lágrima.

[Responder]


29/09/2012 às 15:23
Visitante assíduo e já deixou 17 comentários.

Não conhecia nenhum destes títulos, mas adorava ler aqueles recomendados pela escola. Foi assim que a paixão pela literatura começou, e depois… Não parou mais de crescer! hehe.

[Responder]


30/09/2012 às 00:13
Visitante assíduo e já deixou 35 comentários.

Nunca ouvi falar desses livros. Lembro que o livro que eu li que mais me surpreendeu foi ensaio sob a cegueira,me marcou muito

[Responder]


30/09/2012 às 22:16
Visitante assíduo e já deixou 45 comentários.

Gostei em especial do “dias difíceis“ mas nunca li. Espero ter a chance.
Não lembro ter lido algum clássico, não sei, talvez.

[Responder]


10/10/2012 às 07:51
Visitante assíduo e já deixou 14 comentários.

São livros que tratam de temas tão atuais e tão delicados! Fiquei bem impressionada com o que a garotada da sua idade andava lendo – indicados pela escola – e a diferença pra minha época – já passei dos 30 anos.
Costumava ser uma leitura ou de aventura – estilo Pedro Bandeira – ou sobre conflitos adolescentes… Como mudamos! E que bom que tenha acontecido!
Tratar de aids, adoção e perdas é muito bom pra aproximar o jovem da realidade.
Seu post foi maravilhoso!

[Responder]


20/11/2012 às 19:43
Visitante assíduo e já deixou 10 comentários.

Entrei nessa seção mas não esperava encontrar livros tão legais para estudantes. parabéns.
Maristela G Rezende postado recentemente..Sorteio no blog Vitrine de Promo��esMy Profile

[Responder]