resenhas category image [Resenha] – Um Mundo brilhante,T. Greenwood 07/03/12

Nome: Um Mundo brilhante
Autor(a):T. Greenwood
Editora: Novo Conceito
Ano: 2011
Número de páginas:336
Avaliação: ★★★☆☆

Quando o professor Ben Bailey sai de casa para pegar o jornal e apreciar a primeira neve do ano, ele encontra um jovem caído e testemunha os últimos instantes de sua vida. Ao conhecer a irmã do rapaz, Ben se convence de que ele foi vítima de um crime de ódio e se propõe a ajudá-la a provar que se tratou de um assassinato. Sem perceber, Ben inicia uma jornada que o leva a descobrir quem realmente é, e o que deseja da vida. Seu futuro, cuidadosamente traçado, torna-se incerto, pois ele passa a questionar tudo à sua volta, desde o emprego como professor de História, até o relacionamento com sua noiva. Quando a conheceu, Ben tinha ficado impressionado com seu otimismo e sua autoconfiança.

Com o tempo, porém, ela apenas reforçava nele a sensação de solidão que o fazia relembrar sua infância problemática. Essa procura pelas respostas o deixará dividido entre a responsabilidade e a felicidade, entre seu futuro há muito planejado e as escolhas que podem libertá-lo da delicada teia de mentiras que ele construiu. Esta, enfim, é uma história fascinante sobre o que devemos às pessoas, o que devemos a nós mesmos e o preço das decisões que tomamos.

Ben Bailey, um professor universitário de história e barman durante a noite, leva uma vida bem monótona em Flagstaff junto a noiva Sara. Ele mudou-se para lá por encontrar refúgio no ar frio da cidade. De inicio estava até satisfeito, mas com o tempo a frustração de um baixo salário e sua desmotivação frente a um casamento adiado a mais de 5 anos o tem deixado desiludido. Ben não esperava que ao encontrar um jovem índio gravemente ferido na calçada de sua casa sua vida fosse mudar tão drasticamente.

A morte do garoto veio com algumas horas, fichada pela polícia como um simples caso de morte por hipotermia após ingestão de bebida alcoólica. Porém ao conhecer Shadi, a irmã dele, Ben tem a certeza que a história não se resume a isso. Inevitavelmente preso a esse drama, nosso protagonista começa a tentar ir ao fundo desse mistério, ao mesmo tempo que seus sentimentos por Shadi tornam-se cada vez mais fortes. Ele não consegue entender essa sua necessidade de consola-la, de não deixar impune os autores desse crime tão perverso.

O foco central do livro ficou mal formulado, não havia ação em momentos de investigação e paixão nos romances. Não eram sentimentos que moviam os personagens, mas promessas que por serem feitas precisavam ser cumpridas. Considerei então ‘Um Mundo brilhante’ como um livro voltado para o poder das escolhas e suas implicações. Quando pensamos nesse ponto, aí está algo que o livro supriu expectativas. Conhecemos o lado de cada personagem de um ângulo diferente através da narrativa em terceira pessoa, mesmo que o foco tenha sido Ben. A autora apresentou a história, mas nos deixou decidir qual lado estava coerente, através de ações diversificadas de cada personagem. De forma a lembrar que cada decisão tem sua consequência, boa ou ruim. E tenho que deixar claro que as de Ben sempre pareciam piorar ao passar dos capítulos.

O que faltou no livro verdadeiramente foi emoção, foi vontade dos personagens (especialmente Ben) de saírem de sua zona de conforto e irem atras do que realmente querem. O que tivemos? Personagens que quando estavam a ponto de fazer escolhas drásticas davam um pé atras e voltavam para cima do muro. A narrativa refletiu justamente esse mesmo tom monótono e insípido.

Um ponto que não chegou a ser negativo mas senti falta, foi uma exploração maior sobre a tribo navajo a qual o jovem índio pertencia. Ficou como uma brecha mal acabada que merecia e acrescentaria muito a história.

Em sua maioria o livro é triste e a história demora um pouco mais do que o necessário para engrenar. A divisão em sessões de “Mundo vermelho”, “Mundo azul”, “Mundo Preto e branco e o ultimo que leva o título: “Mundo brilhante”, foi interessante. Gostei especialmente da última parte que embora não tão agradável, foi exatamente o final que eu queria, por ser honesto e real. As duas palavras que resumem por fim o livro.

Passagem que gostei muito além da citada no Trecho de terça:

Segredos. Como pequenos sapos escondidos em seu bolso. Não se pode esquecer deles porque estão sempre se mexendo ali dentro, contorcendo-se, tentando escapar. Você sabe que, a qualquer momento, um deles pode conseguir subir e pular para fora do seu bolso, revelando-se para o mundo com um coaxado estridente. E quanto mais você se esforça para tentar contê-los, para tentar escondê-los, mais se esforçam para escapar. Pag 285

DESIGN: ★★★★☆
IMPACTO: ★★☆☆☆
NARRATIVA: ★★★☆☆

PS: Gente deixei vocês abandonados não foi? Estava numa fase meio desanimada mas escrever essa resenha me animou MUITO! Como entrei na faculdade essa semana e faço curso de ingles todos os dias as postagens não serão tão frequentes como gostaria, mas vou tentrar encontrar uma maneira de contornar isso. COMENTEM! Brevemente vai ter sorteio do livro aqui no blog! =D

16 comentários
Postado em 07/03/12 por brendalorrainy



brendalorrainy
19 anos. Criadora do CDI é estudante de administração com inclinação para o setor editorial. Tem uma queda por felinos, por quadrinhos e pela combinação tinta e papel. Adora criar metas o tempo inteiro e estranhamente odeia dormir. Também detesta café, tem tendência ao caos e morre de medo de altura. É viciada em Friends e em qualquer coisa que a faça rir.
Deixe aqui seu comentário!

CommentLuv badge


16 comentários »
07/03/2012 às 23:19
Você já comentou 3 vezes.

Confesso que não estou exatamente animada para ler esse livro. Pelo que vi da resenha ele tem seus pontos bons mas não é nada fenomenal. Tudo depende, talvez se ele sorrir para mim na livraria eu até pense. Mas de qualquer forma gostei da resenha.
Sabrina Coutinho postado recentemente..Julgando pela capa #1My Profile

[Responder]


08/03/2012 às 18:43
Você já comentou 2 vezes.

Gosto de sinceridade em resenhas =D

Vc foi direta e gostei da forma como colocou os pontos positivos e negativos do livro.

Parece-me que vale a pena, mas sem esperanças que se torne o livro do ano. Achei isso da resenha…
Beijos

[Responder]

brendalorrainy Reply:

Entendeu perfeitamente o que quis dizer! :]

[Responder]


08/03/2012 às 20:54
Visitante assíduo e já deixou 64 comentários.

Oi flor!
Muitas pessoas não se animaram muito com esse livro, é uma pena!
Eu morro de vontade de lê-lo mesmo assim hehe

Obrigada pelo comentário no blog!!
E acredita que nunca vi PLL?

Beijão!
Aione Simões postado recentemente..Parece, mas não é #31My Profile

[Responder]

brendalorrainy Reply:

Oi Aione! :D
Nunca? :O Veja sério!! É muito, muito bom! Bem a cara da sua sinopse haha ;]
beijoo

[Responder]


09/03/2012 às 13:05
Comentou pela primeira vez, boas vindas!

Olá,

Vou comentar algo sobre o Ben, personagem do livro, achei ele muito egoísta e se preocupa somente com as vontades dele. Ainda não concluí o livro todo, mas sinceramente acho uma ótima leitura!! Ben é um pouco frustrante para mim, não sei como Sarah sua “esposa” consegue aguentar ele… sinceramente ele precisava de uma ajuda, seja para decidir o que quer ou seja para assumir suas escolhas, ele me parece muito medroso. AH.. parabéns pelo blog… adorei!!

[Responder]


09/03/2012 às 22:44
Visitante assíduo e já deixou 67 comentários.

Eu já li essa resenha, só não entendi porque não tinha comentado. D: Eu devia está com preguiça hahsuahs’ ;x

Bom, Um Mundo Brilhante me decepcionou muito não foi nada do que eu esperava e concordo com você, o que faltou no livro foi emoção. Ben é um personagem muito chatinho, ele não fazia nada certo e morri de raiva dele praticamente o livro inteiro. :@

Bj;*
Naty.

[Responder]


10/03/2012 às 11:02
Você já comentou 3 vezes.

Parece que ninguém gostou desse livro! Quando vi o lançamentos fiquei super curioso. Agora nem quero mais ler! rsrs
bjaoo

Faz uma visita? http://olhosleem.blogspot.com/
Anderson postado recentemente..Parceria: L.P.Faustini e R.M.PavaniMy Profile

[Responder]


11/03/2012 às 15:16
Visitante assíduo e já deixou 67 comentários.

Ahhh, esse é um livro que eu desejo muito mesmo. A resenha esta muito boa, parabéns. Até mais !!

[Responder]


19/03/2012 às 22:40
Visitante assíduo e já deixou 58 comentários.

Adorei a resenha, Brenda… ainda não havia lido nenhuma resenha que colocasse com tanta clareza essa questão da ausência de emoção do livro. Pelo que andei lendo, muita gente não gostou muito, não é mesmo? Mas tem alguma coisa que não consegui identificar ainda que me atrai a esse livro, que me faz querê-lo demais, mesmo que não seja a preferência de uma grande maioria. Mas meu problemas irão se acabar pois ganharei esse livro pelo sorteio do top comentaristas!! rsrs

[Responder]


31/03/2012 às 18:51
Visitante assíduo e já deixou 74 comentários.

Deu para sentir mais ou menos como é Um Mundo Brilhante,
pois nem a sinopse eu tinha lido ainda,mas confesso que gostei muito.
Estar muito bem elaborada’
Me deu a impressão que o livro parece ser meio confuso,obrigando ao leitor a fazer sua própria análise da estória.
Gostei muito de o livro abordar decisões,escolhas e as consequências da mesma..
Achei interessante as divisões dos cápitulos e esse trecho do livro é espetacular e extremamente verdadeiro’
Afinal,quem não tem?

Bjo’

[Responder]


05/09/2012 às 21:15
Visitante assíduo e já deixou 45 comentários.

Há muito comprei esse livro e nunca tive coragem/vontade de lê-lo.

Depois dessa sincera resenha nem sei mais o que fazer, mas vou dar um dia a oportunidade a ele.

[Responder]


15/09/2012 às 14:49
Visitante assíduo e já deixou 21 comentários.

Vi a capa e me chamou a atenção,até então continuo curiosa sobre o livro, apesar de vc dizer q falta um pouco de emoção dos personagens. Se chegar em minhas mãos pego pra ler, assim acabo com a curiosidade…rsrsrs. Bjos!!!

[Responder]


17/10/2012 às 15:57
Visitante assíduo e já deixou 114 comentários.

Esse livro não me deixou empolgada não, além de conter umas verdades.
Salário de professor , muitos descasos da polícia.
Enfim , não fiquei animada com o livro :/

[Responder]


03/12/2012 às 15:36
Visitante assíduo e já deixou 20 comentários.

A capa do livro é linda mais eu particularmente não gostei achei o Ben muito indeciso! E isso me incomodou muito!

xoxo

[Responder]


21/01/2013 às 06:33
Visitante assíduo e já deixou 110 comentários.

Um livro sem emoção? Pra mim é um livro morno. Aí eu não curto… tem que ter um bom motivo pra me levar adiante na leitura.
Vamos olhar pelo outro lado, que vc vislumbrou bem: o das escolhas. Aí começa a melhorar, vamos refletir, então… aí o cara se perde e só piora? Não dá, linda. E largaria a leitura.
Aliás, essa capa está bem a cara dos livros do Augusto Cury, bem como o título…

[Responder]